Não gosto de jogos… mas de ir direto ao ponto!

Sofro todos os dias por ser o tipo de mulher sincera… decidida.

Que come demais e não engorda… que sofre demais e não fica no papel de vítima.

Eles não estão acostumados com o tipo de mulher que não vem com aquela velha historinha de “você é meu segundo sol”.

Porra… que preguiça de gente assim… sonsa… vinte quatro horas por dia. Não sei lidar.

Não consigo fingir nem orgasmo, que dirá disfarçar meus impulsos para conquistar um cara.

É que no fundo, eles gostam das que pensam que estão enganando, e eu, tenho preguiça até de enganar a mim mesma, desculpe.

É difícil ser tão frágil… mas, difícil mesmo é fazer parte do tipo de mulher que sofre um ano por um carinha de um mês.

Difícil ser direta e não gostar de fazer doce.

Já sou açúcar demais amor… e excesso de doce enjoa.

Para mim é até estranho ver tanta fragilidade em uma só mulher, tantas lágrimas em um só rosto. Não consigo… Tem amor próprio demais dentro de mim.

Fazer jogo, fazer tipo, forçar barras não é muito a minha cara. Confesso que nem saberia fazer. Sofro da maldição das mulheres impacientes, que não sabem jogar, e que não gostam de jogos. Difícil para eles bater de frente com uma mulher que não se ilude, mas que sabe iludir.

Por Karla Souza

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s