O beijo é o que você faz com todo o corpo

Diferente. Ah!… eu também poderia dizer que soa estranho o título deste texto, talvez até exótico… mas é a pura verdade.

Estamos acostumados a acreditar que o beijo é aquilo que fazemos com a boca, e com a língua. Parece óbvio, certo?! Pode ser, se você que algo comum e que não faça muita diferença. Vós pensais em quantidade ou qualidade? Bem… eu penso na intensidade… e naquilo que me deixa embriagado sem ao menos tomar uma gota de álcool. Já imaginou?!

O beijo é aquela ação onde nós criamos identificação com uma certa pessoa, e dele emana emoções que são desconcertantes e apaixonantes. Seria (e é) um sacrilégio pensar em beijar apenas com a boca e com a língua. E porquê? Ah…caro leitor…! um beijo gostoso é o movimento de todo o corpo, que pode ser sutil e firme, ou forte e safado… e não se limita a paradigmas irrelevantes ou pelo que outras pessoas vão pensar. Busque aproveitar a vida e em sentir o clima que aqueles breves segundos vão proporcionar.

Se você estiver entre seguir ou recuar, pense que cada segundo perdido é uma vida sem amar, sem ter aquela energia que você poderia nutrir e viver um pouco mais da condição humana. Independente da forma que é posto em prática, quando um intervalo é dado, a sensação de êxtase percorre o corpo de tal jeito que seu o único desejo é: “quero mais”. Esse “quero mais” é porque você precisou respirar… porque gemidos fizeram vibrar com vigor o teu corpo… e porque o jeito da outra pessoa foi tão cativante – seja pelo carinho e/ou pela pegada-, que se torna impossível não querer mais.

Quando o beijo é dado com todo o corpo é porque estamos bem com o coração e com a mente, e não sofremos mais por alguém que nos deixou… nem pela descrença no amor. Quando beijamos com todo o corpo é porque sabemos muito bem o que fazer com nossa liberdade, usufruindo com plena autenticidade o direito de ser feliz!

Não se limite por conta do pudor e do conservadorismo… e se abra para dimensões de prazer que só você pode vivenciar.

O beijo é a sublime maneira pela qual nós criamos intimidade, onde percorrermos um caminho que constantemente nos conduz ao divino e o profano, que nos faz enxergar o que é lei, mas também nos faz provar o que é a transgressão…assim:

Encontro de bocas… calor do ambiente… deslizar suave das mãos… pele que pede carinhos… língua para dentro… respiração lenta… muitas roupas… pernas envolvidas… mordidas espalhadas… emoções a mil… poucas roupas… corpo quente… cafuné… chupão no pescoço… língua para fora (adoro chupá-la!)… puxão no cabelo… mãos na cintura… viro para a direita… cravada de unha nas costas (me deixa com mais tesão!!)… mordida no lábio inferior… corpos seminus… respiração acelerada… viro para a esquerda… esfrego minha barba no pescoço dela (ela geme!)… nos olhamos… ela brinca com sua língua pelos meus lábios… vejo o desejo dela… os dois se doam em cumplicidade… ela vê o meu desejo… corpos nus… e…

A vontade já está em você. Não faça menos do que pode, pois a entrega geralmente é recompensada.

O beijo é o movimento de todo o corpo!

E mais do que escrever ou pensar sobre isso, viva!

 

Por Ricardo Verçoza – Professor, Administrador e futuro Jornalista.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s