Homem do tipo bobão

Enquanto seres humanos, é quase um esporte para nós estabelecer comparações entre várias coisas, e entre pessoas também, para querer exaltar ou denegrir. Vejo que sempre tem um site ou blog que comenta o perfil dos homens de hoje, suas características, e alguns chegam a alertar o público leitor sobre os perigos de uns. Cada um escreve sobre o que acredita ser melhor, até porque as qualidades são variadas de homens, uma melhor que a outra, e outra pior que uma.

Em conversa, uma amiga comentou sobre as qualidades de homens, em especial o do tipo bobão. Segundo essa amiga, esse tipo de homem é muito lento para entender certos indícios de desejo e uma ou outra intenção maliciosa, não tem iniciativa para fazer acontecer e parece que teve poucas experiências na vida – se é que teve alguma.

O homem do tipo bobão dificilmente será considerado o “macho alfa”, não será o centro das atenções numa festa ou despertará tantos suspiros com fotos nas redes sociais. E por falar em fotos, aquelas sem camisa não serão uma coisa corriqueira… suas piadas talvez não tenham o efeito esperados e as risadas serão por gentileza do que por graça… faz parte… ninguém agrada a todos. Bem… isso é verdade.

O homem do tipo bobão não terá o perfil de pegador nos shows, com as histórias de conquistas. Aos olhos dos outros, seria um atrapalhado que não sabe os caminhos para o prazer e vive tão corretamente que não tem ideia do que seria pecado. Tão inocente na cama que não tem pegada e nem faz gemer…pobre coitado. Sabe falar muito bem sobre vídeo game e super-heróis, sobre os novos filmes de hollywood e seus personagens… sobre aquele seriado mega empolgante. Bem… isso é verdade.

O homem do tipo bobão nunca teve relacionamento sério porque não sabe os detalhes de se envolver mais profundamente com um outro alguém… fala alto e descontroladamente em público achando que está tudo normal, não tem vergonha de expor isso entre os amigos e desconhecidos… e na família é considerado o palhaço – o engraçadinho a fazer brincadeiras, muitas fora de hora e sem sentido. Bem… isso é verdade.

Será?!

A ‘verdade’ é aquilo que você vê ou o que ele quer que você acredite? Hum…

Como eu disse, gostamos muito de qualificar para exaltar ou denegrir… e isso é um fato inegável. No entanto, é igualmente inegável que através deste ato de qualificar algumas vêm apenas com os olhos… e acabam perdendo a essência que só é compreendida com o coração e com o tempo. Acreditamos na verdade que criamos das pessoas, influenciados por seus comportamentos normais ou loucos, por aquilo que chamamos de “a atitude mais correta” e pelo atendimento as nossas expectativas – ou não.

E é nesse momento a parte mais engraçada, pelo menos para mim: a fragilidade com que as pessoas moldam essa verdade, pois “nem tudo é o que parece”. Duvida?! Então vamos lá…

Pode não ser o “macho alfa”, mas tem presença marcante a ponto de querer a atenção de apenas uma mulher. As piadas sem graça acabam sendo um charme, que muitos não compreendem. Nos shows, se acontecer alguma coisa é porque ele quis e não teve vergonha ir ao encontro. E na cama?! Você vai ter que descobrir… Bem… essa sim é a verdade.

Mas se eu tivesse um palpite, diria assim: na cama ele pode ser intenso… envolvente… quente… pode fazer mais do que dar umas tapinhas na bunda ou um puxão no cabelo. O contato entre as peles é um diferencial porque ele entende que sexo é o que você faz com o corpo todo! Bem… essa sim é a verdade.

Ele pode até falar de novidades no futebol, potência do motor do carro recém lançado, ou apontar a mulher mais gostosa daquela festa… mas talvez não seja seu forte. Seus assuntos são diferentes: economia, saúde, política… mercado de trabalho. Não é nenhum expert, mas vai além de meras trivialidades. Na família… pode ser o palhaço, levando aquela dose de risada que todos nós precisamos um pouco… ou pode ser o estranho… – particularmente prefiro ser os dois. Quando for pai, vai buscar ser uma presença marcante na vida de seus filhos e não vai simplesmente colocar mais um indivíduo no mundo. Bem… essa sim é verdade!

Não se engane com o homem do tipo bobão com os referenciais preconceituosos que você tem.

Não se engane com o homem do tipo bobão com base no que as outras pessoas pensam.

Não se engane com o homem do tipo bobão pelo que você acredita que ele demonstra.

Surpresas, mistérios e intensidade. É necessário ir além do que se vê.

OBS: não confundir bobão com idiota (ou tolo e fútil). O homem do tipo bobão revoluciona pelo seu caráter – basta você se permitir; já o idiota se mostra patético e como não tem um caráter forte e revolucionário, não assume suas escolhas.

Por Ricardo Verçoza – Professor, Administrador e futuro Jornalista.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s