Pessoa de fé

Acho que sou uma pessoa de fé, destas que acreditam na vida, nas outras pessoas e mantém acesa a chama da esperança e da caridade. Talvez, quem sabe, alguém meio fora de moda, que ainda reza, em descompasso com este louco mundo onde já não há lugar para o sagrado, para Deus, para a espiritualidade, para a partilha e o perdão. Nota-se, cada vez mais, a falta de bons valores, de princípios, de honradez, em muitas atitudes onde a lisura e a honestidade deveriam ser leis. A esperteza, sim, é um valor apreciado. Talentoso é quem é esperto, sabe passar a perna nos outros, sabe tirar vantagem de todas as situações e conseguir para si proveitos e regalias.

Não é fácil ser uma pessoa de fé nos dias de hoje. É preciso muito discernimento e espírito crítico, para não se deixar levar pela mídia atordoante dos nossos tempos. Existe à nossa volta um intenso bombardeio, a propaganda insistente, induzindo-nos a consumir mais do que precisamos. Ou que nos faz crer em milagres e prodígios, vindos de lugares estranhos, onde nem sempre está o Senhor.

Temos de aprender a distinguir o que é de Deus e o que não é. Sábio é quem consegue enxergar a diferença entre a luz e as trevas, entre o bem e o mal, podendo ensiná-la aos seus filhos e netos, preservando a moralidade, a decência e a honra. Não podemos fechar os olhos à nossa realidade ou simplesmente “deixar rolar”. Não. É preciso regras, ordem, equilíbrio, limites, ou estaremos apenas acelerando o processo fatal da decadência de uma sociedade permissiva, sem noção do pecado, da falta de amor para com o próximo e para com o Criador.

Ser uma pessoa de fé no mundo de hoje é remar contra a maré, tamanha a força da correnteza que nos puxa para trás. Mas nós somos criaturas do dia, permanecemos no Senhor e buscamos as coisas do Alto. Não nos preocupamos com as riquezas, com o luxo e os prazeres terrenos, pois nosso pensamento está em Deus.

Às vezes, nos sentimos como um peixe fora d´água. Já não pertencemos a este mundo e as coisas passageiras não conseguem nos atrair, pois desejamos “as que não passam”, as belezas prometidas por toda a eternidade no Reino dos Céus. Nossa fé só faz aumentar, mesmo se estivermos vivendo dias de dor, de luta e de sofrimento; ainda que nosso coração pequenino se parta em mil pedaços e as lágrimas sulquem nossa face, cujos olhos jamais perderão a esperança de ver os novos céus e uma nova terra. E assim, com o espírito cheio de fé, prosseguimos, carregando nossa cruz diária, pisando serenamente sobre as pegadas sempre árduas d´Aquele que deu Sua vida por nós na cruz. Se alguém conhece outro caminho, que o diga. Se existe uma via diferente, cujo destino final seja as promessas do Reino, que nos anuncie.

Resistimos. Confiantes no rumo que escolhemos trilhar. Somos o povo santo e pecador, Israel eleito de Deus. Obedecemos as Suas santas leis e cremos no poder da Palavra, lida com o coração em chamas. Conheço muitas pessoas de fé, fervorosas, belas, iluminadas, e aqui deixo o meu abraço, em união espiritual.

Via Rádio Positiva, por Marisa Bueloni

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s