Dica de leitura: “Picos e vales – aproveite os momentos bons e ruins em seu trabalho e em sua vida”

Recomeço aqui ano blog o espaço reservado para dicas de leitura ligadas a comportamento, liderança, estratégia, empreendedorismo e alguns outros temas. Diferentemente do que fazia antes, quando buscava resumos prontos da internet sobre algum livro que li, buscarei dar minhaPicos-e-Vales1 visão sobre seu conteúdo, e quando necessário, também fazer críticas.

O livro desta vez é “Picos e Vales – aproveite os momentos bons e ruins em seu trabalho e em sua vida”, do mesmo autor do best seller “Quem mexeu no meu queijo?” Spencer Johnson, e contou com a tradução de Alexandre Rosas. O livro é uma história dentro de outra história, e eu explico. A primeira história, que se passa em Nova York, é de Michael Brown. Michael passa por dificuldades pessoais e se vê sem perspectiva de solução até que se encontra em um café com Ann Carr, que também passou por dificuldade como ele – a diferença é que ela soube como utilizar as experiências negativas para amadurecer.

Para mostrar a Michael os aprendizados possíveis das experiências negativas, Ann conta a história (a outra história) de um jovem e de como ele vivia infeliz no seu trabalho e onde morava – o vale. Tamanha infelicidade o provocou a ir até um pico existente nas proximidades, como maneira de buscar novas reflexões. Muitos de seus amigos e parentes desaconselharam o jovem a ir até o pico, mas a provocação que ele sentiu foi maior. A história pode parecer um pouco repetitiva, pois mostra que o jovem foi duas vezes ao pico. Contudo, insights diferentes são obtidos pelo jovem – e certamente por você. Nas duas visitas o jovem encontra um “velho”, o qual faz inquietantes questionamentos sobre seus pensamentos e atitudes.

Os questionamentos nos trazem várias reflexões, entre as quais posso destacar:

  • Os vales – os pontos baixos de nossa vida-, nos levam a pensar se o foco do problema está dentro ou fora da gente. Muitas vezes está dentro… a partir dai é só identificar uma forma melhor de agir;
  • Os picos – os pontos altos de nossa vida-, nos levam a pensar na humildade que devemos ter diante do sucesso, bem como no respeito aos demais;
  • Se precisamos ter tranquilidade e concentração quando estamos nos vales, maior ainda deve ser essa mesma tranquilidade e concentração quando estamos nos picos. Assim entendemos que os problemas não serão eternos e que o sucesso não deve nos cegar.

Com uma tradução simples e objetiva, o livro traz interessantes reflexões sobre os aspectos pessoais e profissionais que envolvem a todos, e ao longo da história podes até ter ideias para lidar com as situações, sejam elas nos vales ou picos da vida! Boa leitura!

“Não podemos controlar sempre os acontecimentos externos, mas podemos controlar nossos picos e vales pessoais com o que acreditamos e com o que fazemos”.

Por Ricardo Verçoza – Professor, Administrador e Blogueiro.

@CapitaoCoragem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s