O medo é natural. A coragem também. Lições do “Demolidor” para o nosso cotidiano.

Certa vez eu via a frase: nós somos feito de carne, mas temos que agir como se fôssemos de ferro. Eu fiquei pensando quantas pessoas têm que fingir o que não são para seguir com sua vida ou para conseguir o sucesso. Parece ser mais fácil acharmos que temos uma bola de cristal para administrar confortavelmente nosso cotidiano e evitar possíveis situações desagradáveis.

Você acredita que isso não vai acontecer (as situações desagradáveis)? Pois eu lhe digo: vai acontecer sim. Primeiro, porque você não pode controlar todas as variáveis que influenciam suas ações; segundo, porque os desafios que surgem trazem situações que às vezes não estamos preparados. E o que fazer? Ter medo? Seguir com coragem? Ambos são naturais, mas é preciso em certa medida administrar o primeiro, e fortalecer o segundo.

Eu vos trago o exemplo do personagem “Demolidor”, também chamado de “homem sem medo”, para mostrar a relação do medo e da coragem. O Demolidor (Matthew Murdock) surgiu nos quadrinhos em 1964, filho de um pugilista fracassado. Seu pai não queria que seguisse a vida de brigas e fez com que ele estudasse. Após um acidente com materiais químicos, Matthew perde a visão e um pouco depois seu pai foi assassinado por não participar de uma luta arranjada. Acontecimento atrás de acontecimento na vida dele.

Mesmo com todas as dificuldades (cegueira, morte do pai), ele seguiu firme. Obviamente, o medo se fez presente na vida dele por não ver o mundo, mas todos seus outros sentidos ficaram mais aguçados e ele podia perceber coisas que as outras pessoas não conseguiam (como a batida do coração). Ele se formou na universidade e adotou uma jornada dupla: de dia era advogado criminal, e a noite era justiceiro. Entre todas as dificuldades, poderíamos esperar um fim trágico para a pessoa de Matthew, ou o “Demolidor”. Talvez não aconteça na sua vida tantas dificuldades como na vida de Matthew…mas como você vai gerenciar possíveis dificuldades que venham a surgir?

Nosso comportamento diante dos fatos pode nos levar a estabelecer as raízes de sentimentos que nos conduzem ao sucesso; sucesso esse que se revela nas pequenas atitudes…na percepção das pessoas e do cotidiano…da reinvenção pessoal e de enxergar seu verdadeiro potencial.

 

Por Ricardo Verçoza

@CapitaoCoragem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s