Autoexpressão e autocontrole: pense antes de agir

O que seria de nós se não soubéssemos nos expressar (e por consequência, expressar o que desejamos) nem tampouco medir o impacto das nossas palavras e ações? Pois é caros leitores. Talvez tenhamos a impressão que a comunicação evoluiu e se diversificou. De fato, ocorreu tal evolução… de tantas e quantas maneiras for possível imaginar. No entanto, muitos problemas do nosso cotidiano estão sendo superdimensionados e outros surgindo das formas mais descabidas que se possa imaginar. Muitos dizem que a geração y se expressa muito (bem ou mal), mas lhe falta autocontrole. Desejo refletir a necessidade de autoexpressão e autocontrole não somente para a geração y, mas para todo e qualquer profissional.

Duas características essenciais para a perspectiva de si e para o trabalho coletivo: autoexpressão e autocontrole. Mas por quê? A primeira resulta na capacidade de mostrar qualidades, expectativas, vontades e aspirações para o tempo presente e futuro, permeando um sentimento natural de compartilhar histórias. A segunda característica, por sua vez, diz um pouco (ou tudo) do estágio de maturidade que estamos, bem como da habilidade (ou falta dela) de lidar com críticas e/ou problemas.

Quantas vez fizemos o exercício de parar um pouco para ver como andam essas duas características e seus possíveis impactos nos contextos que estamos? Quantas vezes avaliamos nosso comportamento diante de situações de conflito? Culpamos a rotina, a falta de tempo, a necessidade de ganhar mais dinheiro, o sistema, os governos e o que mais for possível enumerar para transferir uma responsabilidade que é nossa! Estamos caminhando para uma sociedade de cegos, surdos, insensíveis, e de irresponsáveis.

Negamos a oportunidade original de rever conceitos, de acreditar na esperança… negamos a oportunidade de transformar e se reinventar, de executar no plano terrestre os sonhos que até pouco tempo era coisa de louco (a). O aprendizado profissional não é estático nem se reduz a um momento, ele é contínuo e constante tanto quanto for a sua disponibilidade de criar e empreender. Autoexpressão e autocontrole se tornam arte e poesia quando você se percebe no mundo e interage com as pessoas. O que você me diz?!

 

Por Ricardo Verçoza – Professor Administrador e Blogueiro

@CapitaoCoragem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s