O humor provocando sorrisos e incomodando.

O humor é uma variável humana fantástica, que causa reações as mais diversas possíveis na forma e no conteúdo de perceber os acontecimentos. Seja o artista que ganha a vida para fazer os outros rirem, ou simplesmente aquele que é o “engraçadinho” por divertir os amigos em certos momentos (e às vezes não é feliz no que faz), vemos o humor (o bom-humor neste caso) fazer parte do nosso dia a dia. Recentemente eu li um artigo intitulado “Humor nos Serviços: uma piada de mau gosto ou diferencial competitivo?” que me trouxe reflexões. Não propriamente com o foco em serviços, mas em uma contribuição para a vida como um todo.

É contraditório o título deste texto? Talvez sim… mas eu acredito que não. Questões sociais, econômicas, políticas, culturais, entre tantas outras, instigam a sociedade a diversos tipos de comportamentos, uns benéficos e outros nem tanto. É a sátira sobre o politico que rouba e continua no poder; é a piada infeliz sobre a gravidez de uma cantora famosa; é o uso de montagens supostamente engraçadas, mas que na verdade revelam traços de preconceito. Tudo isso tem como base o humor, obviamente na percepção dos que iniciam a “corrente”.

Acredito que trabalhar o humor nos dias de hoje pode de um diferencial marcante, tanto para o lado pessoal quanto para o profissional. Para se chegar a esse diferencial, e com sucesso, precisamos de sensibilidade e habilidade para entender o contexto (que é muito mais que a vontade própria). Não é por estar num programa de televisão, ter muitos seguidores no twitter, ser famoso ou estar numa posição de liderança que devemos usar indiscriminadamente o humor. Quem vou afetar? Quais as implicações das minhas palavras? Meu comportamento influencia outras pessoas? São fatores que devemos pensar… e pesar também.

E não adianta usar as justificativas de “isso funcionou nos Estados Unidos” ou “acontece tanta coisa pior e o povo vai notar logo está coisinha que eu disse?” para fugir da responsabilidade. O humor pode provocar sorrisos, bem como pode incomodar bastante. Então, qual a medida certa? Só a experimentação do social fará calibrar a tua dosagem de humor (o bom-humor). E lembre-se: se for sair com os amigos, bom-humor com moderação!

 

Por Ricardo Verçoza

@CapitaoCoragem

2 pensamentos sobre “O humor provocando sorrisos e incomodando.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s