Vivendo a vida com mais humor

Uma reflexão para você que anda estressado ou sem perspectiva

O segredo do humor é ver as coisas por um outro ângulo. Situações que parecem sérias e difíceis tornam-se às vezes simples de se lidar, quando vistas de modo bem humorado.

As pessoas com senso de humor tendem a ser mais criativas, menos rígidas, mais flexíveis e mais dispostas a considerar e incorporar novas idéias e métodos. Alegria é uma disposição mental extremamente positiva. O humor é útil até para alavancar nosso interesse por assuntos mais sérios. Em minhas palestras, aproveito conscientemente esse poder do humor, para ligar os assuntos – por vezes bastante profundos e complexos – mantendo as pessoas atentas e receptivas.

Quando comecei a me interessar pela leitura, um dos principais inventivos que me levaram ao hábito de ler livros foi a revista “Seleções”, que era muito popular na época de minha juventude. Nessa revista havia resumos de livros de renomados escritores, e bons artigos sobre os mais variados assuntos. Mas o que eu lia primeiro – e acredito que a maioria dos leitores tinha o mesmo costume – era uma seção chamada “Rir é o melhor remédio”, com piadinhas curtas. Só depois de ler e reler as piadas, eu encarava os textos maiores. Essa expressão ficou na minha memória: “Rir é o melhor remédio”. E hoje compreendo que o ato de rir é bom não somente para a boa convivência entre as pessoas, mas também para a qualidade de vida. Acima de tudo, e sem dúvida nenhuma, rir faz bem à saúde.

É bom lembrar que o conceito de humor tem origem na medicina. Como já comentei no livro Viabilizando Talentos, os primeiros médicos da Antigüidade Clássica chamavam de ‘humor’ a alguns líquidos existentes no corpo e acreditavam que o equilíbrio desses líquidos determinavam as condições físicas e mentais do indivíduo. Na época, acreditava-se que havia quatro humores: sangue, bile amarela, fleuma e bile negra.

Portanto, a palavra humor tem origem científica. É um estado afetivo ligado à constituição do organismo. Sobre esse pano de fundo psicofisiológico, a pessoa tende a ser irritável, impassível, triste, alegre, etc. É uma condição do corpo e da mente, que ultrapassa a ação imediata. Por isso é difícil contar piadas a uma pessoa amargurada ou irritada.

Não basta ser engraçado para instituir o bom humor em um ambiente.

Rir da piada contada pelo chefe ou pelo colega não garante que existe bom humor. Humor é algo bem mais profundo; depende do equilíbrio da pessoa e do ambiente. Humor é estado de espírito, disposição, temperamento. Está ligado ao ânimo de cada pessoa e também de todo o grupo. O humor do grupo influi no humor de cada pessoa e vice-versa. Isso vale para toda uma empresa, e vale até para todo um setor de atividades, ou para toda a população de uma cidade, ou do país.

“Quem não sabe sorrir não deve abrir uma loja” (provérbio chinês)

As lideranças precisam cultivar mais esse estado de espírito favorável que só o bom humor é capaz de criar, para poderem aproveitar plenamente o potencial de suas equipes. Se as pessoas não se sentirem num ambiente agradável, fica muito difícil dar o melhor de si.

(Trecho adaptado do livro ” Voando como a águia”, do Professor Gretz)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s