“Conversar é falar sobre o mundo que nos cerca, dialogar é falar sobre o mundo que somos”

Uma abundante quantidade de informação nos aborda de todos os lados. A rotina nos imprime um ritmo frenético. Os inúmeros compromissos nos fazem perceber o tempo como um carrasco. Não é difícil observar como as pessoas de hoje se comportam. A pressa torna tudo insuportável, cansativo…acabamos por não compreender, de fato, os pensamentos dos outros. A frase que norteia este texto é de Augusto Cury, e reflete muito bem a situação pela qual nossa sociedade está mergulhada. Seja no campo profissional ou no pessoal, o que as pessoas realmente fazem é conversar, ou seja, discutir sobre as coisas que as cerca – e isso vai desde o que está acontecendo no BBB até as revoluções que ocorrem no Oriente Médio. Tirando as futilidades que insistem em aparecer (e quer sabotar nossa inteligência), existe muito assunto que diz respeito a nossa vida e a nosso cotidiano que vale a pena socializar. Só que estamos nos acostumando, e de certa forma nos doutrinando, a não expor o que somos.

Busca-se cada vez mais o sucesso…mas você poderia dizer o significado de sucesso? Entre tantas definições, a perspectiva sobre dialogar é essencial. Dialogar implica desarmar os esquemas de segura que blindam a chegada das pessoas…e também nos proporciona uma sensação de leveza. O indivíduo que compreende a importância de conversar e dialogar (entendendo que falamos de coisas sobre o mundo que nos cerca e o nosso mundo particular) ativa mecanismos de interação. Esses mecanismos fazem as pessoas compreenderem que existe muito mais do que coisas corriqueiras: o ser humano pode ser uma fascinante descoberta.  É um exercício que nos permite enxergar fatos e sentimentos que muitas vezes passam despercebidos…Que tal experimentar falar um pouco de você?

Por Ricardo Verçoza

@CapitaoCoragem

Um pensamento sobre ““Conversar é falar sobre o mundo que nos cerca, dialogar é falar sobre o mundo que somos”

  1. Bem aventurados sejam aqueles que amam essa desordem nós viemos a reboque este mundo é um grande choque mas não somos desse mundo
    de cidades em torrente de pessoas em corrente…
    errar não é humano depende de quem erra esperamos pela vida
    vivendo só de guerra…
    viemos preparados prá almoçar soldados chegamos atrasados
    sumiram com a cidade antes de nós mesmo assim basta esquecê-la
    no outro dia transformando em lataria tudo que estiver
    ao nosso alcance…
    errar não é humano depende de quem erra esperamos pela vida
    vivendo só de guerra…
    chega de farra chega de marra chega de guerra quem nunca falha
    fala, erra sorte, joga a primeira pedra aqui na terra bicho que pega
    fica violento meu raciocínio transformado em racionamento só que talento é minha forma de reprodução corta câmera, corta luz
    que eu continuo em ação aproveitando nossa liberdade de expressão
    Renato Russo.
    Bem aventurados sejam os senhores do progresso
    esses senhores do regresso…
    errar não é humano depende de quem erra esperamos pela vida
    vivendo só de guerra…
    vivendo só de guerra vivendo só de guerra viemos espalhar discórdia
    esperamos pela vida vivendo só de guerra conquistar muitas vitórias
    esperamos pela vida vivendo só de guerra conquistar muitas derrotas
    esperamos pela vida vivendo só de guerra esperamos pela vida
    vivendo só de guerra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s